ARUCI-SMC
Changements, aquarelle sur papier yupo, 20 x 28 pc [pt]
Je suis une personne, pas une maladie (personne utilisatrice de services en santé mentale)
Você está aqui: Inicio > Arte e saúde mental

Arte e saúde mental

 “Esta arte que os criadores produzem, eu nomeio “crua” (…). O cru na arte é o movimento da alma que nada entrava. Um gesto pelo qual o sano e o insano se reconciliam; o amor e o ódio se conjugam; a alegria e a angústia se confundem. O cru na arte é esta pulsão primeira que possibilita o poder da vida sobre a morte e que não é outra coisa que a humana definição de arte”  –  Henri Barras, 2007  (Traduçao ARUCI-SMC – nao oficial)

A ARUCI-SMC e seus artistas

A escolha da Aliança Internacional de pesquisa Universidades comunidades (ARUCI-SMC) de incluir obras de artistas em seu site não é fruto do acaso.  A proposta poderia ter sido puramente decorativa: não é o caso, longe disso. Nosso interesse pela manifestação artística não é alheia a nosso interesse por um modo de expressão diferente, mais cru (Barras, 2007), menos formatado, próximo dos sentidos e da emoção.

Os artistas, em todos os tempos, exprimiram uma visão do mundo; eles nos oferecem sua visão do mundo. Não diz-se que o intimo é o melhor modo de atingir o universal?

As obras presentes no site, apresentam uma linguagem complementar às perspectivas e olhares científicos dos pesquisadores.

Estas obras, além de trazerem uma outra linguagem, descrevem de um outro modo o nó central do processo de pesquisa da Aliança. Nos parece oportuno situar a visão subjetiva dos artistas no coraçao de uma aliança de pesquisa que propõe o estabelecimento de um novo paradigma e que busca oferecer soluções humanistas às pessoas que vivem um sofrimento psíquico-espiritual, inscritas em um itinerário social. Queremos assim, enfatizar a contribuição dos artistas em nosso processo e esperamos que elas e eles continuem a acompanhar o projeto de transformação que propomos.

Hélène Grandbois, primavera 2011
Artista, membro do Comitê cidadão - Quebec

  • Henri Barras, historiador da arte, foi diretor geral do Museu de arte contemporânea de Montreal e diretor artístico da Société de la Place des Arts de Montréal. Henri Barras (2007). De lart cuit à lart cru : aux sources de la création. Collections : Les impatients, Liber, Montreal.

 

Todos os direitos reservados © 2011, Saúde Mental e Cidadania