ARUCI-SMC
Sans titre No 3, acrylique sur toile, [pt]
La question de la place des personnes, leur rôle, leur contribution, leur participation, c’est primordial; il y a là une grande richesse de l’ARUCI-SMC
Você está aqui: Inicio > Membros > Colaboradores

Hélène Grandbois

Membro do Comitê Cidadão, ARUCI-SMC 

Hélène Grandbois

1383 Chemin de la Vallée Missisquoi
Sutton, Québec
J0E 2K0

@hgrandbois7@gmail.com

Hélène Grandbois tem implicação ativa há mais de 25 anos, tanto no plano profissional, quanto no plano militante no meio comunitário sobre os direitos e alternativas em saúde mental do Quebec, bem como em contato com outros grupos norte-americanos. Seu envolvimento com artes visuais e literatura atravessa todo esse período.

Na década de 80, ela começou seu trabalho de sensibilização através da participação em filmes e vídeos, bem como sendo porta-voz do Auto-Psy de Montreal. Ela graduou-se em Ciências Jurídicas pela Universidade do Quebec à Montreal, em 1995. Desde 1988, Hélène esta envolvida em diferentes comitês (Abstinência, Mulheres, comitê de redaçao da revista L’Entonnoir) do Reagrupamento dos Recursos Alternativos em Saúde Mental do Quebec (RRASMQ). Ela é ativamente implicada à questão do eletro choque, uma problemática sobre a qual ela radicalizou a sua posição ao longo dos anos e da pesquisa - até militar com o Comitê Pare-Chocs, desde 2005, em favor da sua abolição. Em meados dos anos 90, Hélène participou da critica do projeto que alteraria a lei sobre a proteção dos portadores de transtornos mentais através da Associação dos Grupos de Intervenções em Defesa dos Direitos em Saúde Mental do Quebec (AGIDD - SMQ). Dentro deste contexto, ela apresentou dois trabalhos a uma comissão parlamentar. Ela trabalhou como agente de acompanhamento comunitário pela Relax Action e redigiu, junto com membros da instituição, o código de ética do organismo. Ela participou, também, ativamente da Conferência sobre Política de 1998 do RRASMQ, apoiando a produção de trabalhos coletivos e a redação de um texto sobre o impacto do incesto, intitulado Amando perder a razão. De 1994 a 2001, ela colaborou com diversos projetos de pesquisas na Escola de Serviço Social com Davic Cohen e Lourdes Rodriguez Del Barrio. De 1999 a 2002, ela exerceu a advocacia em um escritório privado no campo da Saúde Mental. Desde 2008, ela é agente de pesquisa pela ARUCI-SMC, pela Escola de Serviço Social da Universidade de Montreal. A tenacidade do engajamento de Hélène em relação à Saúde Mental, lhe da uma visão global dos problemas e questões e do caminho que ainda resta percorrer. Seus interesses estão focados, atualmente, na contribuição da expressão artística e da espiritualidade na reconstrução do Ser.

Projetos em curso relacionados à ARUCI-SMC

  • Rodriguez, L. et H. Grandbois (coll.: Dallaire, L. et J.-N. Ouellet), La participation des personnes “concernées” à la formation. Projet pilote (2010) ARUCI-SMC.
Todos os direitos reservados © 2011, Saúde Mental e Cidadania