ARUCI-SMC
Você está aqui: Inicio > Projetos > A realidade das pessoas - Eixo 1 > Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e do usuário.

Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e do usuário.

Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e do usuário
Brasil

Equipe de Pesquisa

  • Octavio Domont de Serpa Junior - Doutor, Instituto de Psiquiatria, Universidade Federal do Rio de Janeiro; Rosana T. Onocko Campos - Doutora, Departamento de Medicina Preventiva e Social, Universidade Estadual de Campinas; Ana Maria F. Pitta - Doutora, Medicina Preventiva Saúde Mental, Universidade Federal da Bahia; Erotildes Maria Leal - Doutora, Curso de Medicina, Universidade Federal do Rio de Janeiro-Campus Macaé; Professora Associada da pós-graduação em Saúde Coletiva, Universidade Estadual de Campinas; Nuria Malajovich Muñoz - Doutora em Teoria Psicanalítica, Universidade Federal do Rio de Janeiro; Professora adjunta da Universidade Federal Fluminense; Tatiana Scala Lopes – mestre em Saúde Coletiva, Departamento de Medicina Preventiva e Social, Universidade Estadual de Campinas.
  • Estudante: Alberto R. M. Giovanello Diaz – mestre e doutorando em Saúde Coletiva, Departamento de Medicina Preventiva e Social, Universidade Estadual de Campinas; Anna Carolina Mourão - aluna de graduação do curso de psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro; Catarina Magalhães Dahl – mestranda em Saúde Coletiva, Departamento de Medicina Preventiva e Social, Universidade Estadual de Campinas; Elizabeth Sabino - IPUB/UFRJ; Ivana Baccari – aluna da residência em Saúde Coletiva do DMPS/UNICAMP; Mônica Monteiro Peixoto - mestranda em Saúde Coletiva, Instituto de medicina Social, Universidade Estadual do rio de Janeiro; Raquel de Andrade Barros – mestranda em Saúde Pública, Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz; Rômulo Zapponi –  aluno de graduação do curso de psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro; Sérgio Roberto Santiago - aluno do curso de graduação em medicina, Universidade Federal da Bahia;
  • Parcerias: Laboratório de Estudos e Pesquisas em Psicopatologia e Subjetividade do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro - IPUB/UFRJ; Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia - ISC/UFBA; Departamento de Medicina Preventiva e Social da Universidade Estadual de Campinas - DMPS/UNICAMP; Departamento Interdisciplinar do Pólo Universitário de Rio das Ostras da Universidade Federal Fluminense - PURO/UFF; Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Secretaria Municipal de Saúde/Campinas; Secretaria Municipal de Saúde/Rio

O Laboratório de Estudos e Pesquisas em Psicopatologia e Subjetividade do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPUB/UFRJ), em parceria com o Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (DMPS/FCM/UNICAMP) e o Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA), com o patrocínio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), previsto pelo edital MCT/CNPq/CT-Saúde/MS/SCTIE/DECIT nº 33/2008, desenvolveu, nos anos de 2009 e 2010, o projeto de pesquisa Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e a do usuário.

Através do presente estudo buscamos conhecer a experiência das pessoas com o diagnóstico de transtorno do espectro esquizofrênico, em tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), a partir das narrativas relacionadas ao processo saúde-doença-cuidado. Buscamos também conhecer a experiência dos psiquiatras inseridos na rede pública de atenção à saúde mental, a partir das narrativas sobre o processo de formulação do diagnóstico de esquizofrenia, prognóstico e tratamento. O objetivo principal deste projeto é o de investigar se o conhecimento técnico dos psiquiatras é capaz de iluminar a experiência dos usuários sobre o fenômeno saúde-doença-cuidado e se as narrativas sobre a experiência de adoecimento dos usuários pode iluminar o conhecimento técnico do psiquiatra.

Trata-se de um estudo multicêntrico, que realizado nas cidades do Rio de Janeiro, Campinas e Salvador, no qual se buscou compreender e analisar as narrativas de pessoas com esquizofrenia e de psiquiatras. Os critérios de inclusão da amostra foram: Psiquiatras: ser psiquiatra; Pessoa com esquizofrenia: “critério misto” que consistiu em ter o diagnóstico de esquizofrenia (MINIPLUS) e na auto-atribuição das experiências esquizofrenia. As ferramentas metodológicas de coleta de dados foram: grupos focais; observação participante e entrevistas semi-estruturadas.

Este projeto se insere nas prioridades das Políticas Públicas de Saúde Mental para estender as iniciativas da Reforma Psiquiátrica brasileira, para o desenvolvimento de tecnologias e metodologias inovadoras para a pesquisa científica em saúde e para a qualificação do cuidado oferecido na rede de serviços de saúde mental. A partir de sua realização, esperamos formular estratégias para a redução do estigma e empoderamento (empowerment) do portador de transtorno mental grave, no contexto sócio-cultural brasileiro, e contribuir para o processo de revisão do capítulo 5 da CID 11 – categoria esquizofrenia.

Apoio financeiro: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e TecnológicoCNPq/MCT/MS

Produtos da pesquisa

Trabalhos apresentados em congresso/Publicações em anais de congressos:

Mesa Redonda: O Silêncio na Instituição Psiquiátrica. "As dimensões do Silêncio". Círculo Psicanalítico do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, setembro de 2009). Autor: Octavio Domont de Serpa Junior.

Mesa Redonda: Esquizofrenia e Senso Comum: uma abordagem na perspectiva da segunda pessoa. XXVII Congresso Brasileiro de Psiquiatria (São Paulo, outubro 2009). Autor: Octavio Domont de Serpa Junior.

Conferência:  Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e a do usuário. Centro de Estudos do Instituto de Psiquiatria da UFRJ (Rio de Janeiro, novembro de 2010. Autor: Octavio Domont de Serpa Junior.

Mesa Redonda: Experience, narrative and knowledge: the perspective of the user and of the psychiatrist. Third Qualitative Research on Mental Health Conference (Nottingham, agosto 2010). Autores: Octavio Domont de Serpa Junior; Erotildes Maria Leal; Rosana T. Onocko Campos; Ana Maria Fernandes Pitta; Nuria Malajovich Muñoz; Tatiana Lopes Scala; Alberto Giovanelo Diaz; Catarina Magalhães Dahl.

Pôster: Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e a do usuário. XXVIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria (Fortaleza, Outubro de 2010). Autores: Octavio Domont de Serpa Junior; Erotildes Maria Leal; Rosana T. Onocko Campos; Ana Maria Fernandes Pitta; Nuria Malajovich Muñoz; Tatiana Lopes Scala; Alberto Giovanelo Diaz; Catarina Magalhães Dahl.

Pôster: Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e a do usuário. II Congresso Brasileiro de Saúde Mental (Rio de Janeiro, junho de 2010). Autores: Octavio Domont de Serpa Junior; Erotildes Maria Leal; Rosana T. Onocko Campos; Ana Maria Fernandes Pitta; Nuria Malajovich Muñoz; Tatiana Lopes Scala; Alberto Giovanelo Diaz; Catarina Magalhães Dahl; Raquel de Andrade Barros; Ivana Baccari; Rômulo Zapponi; Mônica Monteiro Peixoto.

Mesa redonda: Experiência, narrativa e conhecimento: a perspectiva do psiquiatra e a do usuário. XXVIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria (Fortaleza, Outubro de 2010). Autor: Octavio Domont de Serpa Junior.

Artigos científicos encaminhados para revistas

Recovery”: o processo de restabelecimento na perspectiva de pessoas com diagnóstico de transtornos do espectro esquizofrênico e de psiquiatras na rede pública de atenção psicossocial (Submetido em janeiro de 2011 para a revista Saúde e Sociedade/USP). Autores: Tatiana Scala Lopes; Catarina Magalhães Dahl; Octavio Domont de Serpa Jr; Erotildes M. Leal; Rosana T. Onocko Campos; Alberto Giovanello Diaz.

Teses, dissertações e monografias

  • Experiências e narrativas de psiquiatras trabalhadores de serviços públicos de saúde mental sobre a prática de cuidado da esquizofrenia. Dissertação de Mestrado. DMPS/UNICAMP, 2011. Autora: Tatiana Scala Lopes.
  • O processo de restabelecimento na perspectiva de pessoas portadoras de transtornos mentais graves em tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial. Dissertação de Mestrado. DMPS/UNICAMP (Previsão de defesa em fevereiro de 2012). Autora: Catarina Magalhães Dahl.

Manual áudio-visual para o ensino em psicopatologia

 

Todos os direitos reservados © 2011, Saúde Mental e Cidadania