ARUCI-SMC
Você está aqui: Inicio > Projetos > A realidade das pessoas - Eixo 1 > Habitação e projetos de vida

Habitação e projetos de vida

Habitação e projetos de vida (projeto em andamento)

Canadá, Quebec

  • Paul Morin, Doutor, Universidade de Sherbrooke

Nossa hipótese: A saída da pobreza de famílias (*ménage familiaux) que vivem em moradia social requer uma reflexão e práticas intersetoriais entre o setor de habitação e o de saúde e serviços sociais, tanto público quanto comunitário. Nós postulamos a existência de um contínuo de intervenções intersetoriais associando o setor de habitação social junto àqueles da saúde e dos serviços sociais como uma questão de inclusão social.

A problemática: O papel específico da habitação social no processo de inserção social e profissional das famílias em situação de pobreza é reconhecido pelo Plano Governamental pela solidariedade e inclusão social (2010-2015).

 A lei que visa lutar contra a pobreza e a exclusão social define a pobreza como : condição na qual se encontra um ser humano que é privado de recursos, meios, escolhas e poderes necessários para adquirir e manter sua autonomia econômica, para favorecer sua integração e sua participação na sociedade quebequense. Esta definição reflete a evolução dos últimos vinte anos da nossa compreensão das desigualdades sociais e do conceito de pobreza.

 De fato, 'ligados anteriormente às rendas insuficientes em certos momentos de vida de uma pessoa, as políticas, os programas e as pesquisas se interessam, atualmente, aos recursos e às situações de vida daquela pessoa, podendo, assim, contribuir a uma falta constante de renda ou a minar sua capacidade de participar da economia e da sociedade'.

 O investimento na habitação social, assim como o apoio oferecido aos seus habitantes, constituem, desta maneira, uma ação eficaz em relação aos determinantes sociais da saúde e do bem estar.

 

Objetivo geral:

 O objetivo geral desta pesquisa é de circunscrever os efeitos (à curto prazo) e os impactos (à médio e longo prazo) de acesso a esta categoria de habitação (PSL-HLM-OBNL e cooperativa) sobre um contínuo intensivo de intervenções intersetoriais, associando o setor de habitação social ao setor de saúde e de serviços sociais.

 

Objetivos específicos:

  1. Analisar os efeitos de combinação produzidos no contexto de intervenções multi-setoriais.

  2. Identificar os fatores chaves na implantação e no desenvolvimento do apoio comunitário na habitação social.

  3. Estudar as diversas formas de mistura social (intergeracionais e outras) segundo os mandatos.

 O campo desta pesquisa é multicêntrico e se desenvolverá nas quatro regiões do Quebec (Montreal, Quebec, Drummondville e Mauricie Centro do Quebec). Ela descreve 10 casos de habitação social divididos nestas quatro regiões e em dois reagrupamentos de experiências intersetoriais.

 Ela estuda os processos de intervenção próprio a cada um deles, os efeitos percebidos pelos envolvidos, o contexto organizacional e os mecanismos clínico-administrativos ligados a estas práticas, assim como as características do meio de intervenção.

 Esta pesquisa avaliativa adota a abordagem de 'capacidades' e se inspira amplamente no modelo de lógica de programa desenvolvido por Chen et Nussbaum.

 

Principal questão de pesquisa:

 Por que diferente gestões, sob um contínuo de tipos de intervenções intersetoriais, produzem efeitos e impactos nas capacidades dos habitantes em situação de pobreza e em suas capacidades para sair da exclusão social e econômica?

 

Questões secundárias:

  1. Quais são os mecanismos e os fatores contextuais que favorizam a implantação de uma intervenção intersetorial que visa à inclusão sócio-econômica dos inquilinos das habitações sociais e comunitárias?

  2. Quais são os efeitos de combinação produzidos com base nas três dimensões de habitação num contexto de diversas práticas de intervenções intersetoriais?

  3. Quais são as forças e os limites dos diferentes tipos de gestão em relação à uma mistura social?

     
Todos os direitos reservados © 2011, Saúde Mental e Cidadania